quinta-feira, 4 de março de 2010

One year later ...

George Grosz - The Lovesick Man - 1916


Sim, aqui estou eu,
raízes fincadas
de onde fui arrancada.
Sim, agora não há happy end,
é só o tempo que se estende
trazendo a palavra ritmada
em coreografia marcada.
Sim, aqui estou eu,
no ponto zero de minha escala,
no zênite de meus planos,
com minha cara dada ao tapa
para mais alguns anos.