terça-feira, 11 de setembro de 2007

Senti minha própria ausência
em um observar do caminho diário.
Ultrapassei a paisagem
como se nada mais houvesse
para ser presenciado.
Afastei-me de meu existir
em um mecânico vagar
e nada mais me estupefazia.
Estupefazer?, estupefaz?
estúpida farra em que caí
quando não dei conta de mim
e pensava estar somente a caminhar.

2 comentários:

Cristiane Martins disse...

Gostei do modo como escreves.
Parabéns e boa semana.

Gleise disse...

Oi Cristiane,

já andei visitando o teu blog e também gostei muito, depois, com calma, vou colocar um link aqui para ele. Obrigada pela vista e sinta-se em casa...

beijos